Energia de Resíduos Florestais



Pesquisadores industriais do Instituto SENAI de Inovação em Biomassa (ISI Biomassa), localizado em Três Lagoas (MS), estão avaliando o potencial do resíduo de eucalipto para produzir combustíveis renováveis de alto desempenho.


O resíduo da colheita do eucalipto é uma biomassa abundante em Mato Grosso do Sul devido ao grande volume de áreas plantadas para atender as indústrias de papel e celulose. Em parceria com a Eldorado Brasil Celulose, pesquisadores e analistas do ISI Biomassa estão desenvolvendo uma proposta para aproveitar a biomassa e gerar dois combustíveis: biocarvão e "diesel verde".


O projeto "Forest4fuel" foi aprovado em edital da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (Fundect). Tiago Hendrigo de Almeida, um dos idealizadores, explica: "Os tocos e raízes da planta são ricos em lignina, o macroconstituinte que confere resistência mecânica à planta. Já sabemos que a partir da pirólise desses materiais produzimos biocarvão e bio-óleo pesado. O que a pesquisa se propõe é uma prova de conceito, isto é, validar na prática o que já se sabe na teoria". O pesquisador reforça outro benefício desta prática: "Uma vez que o talhão estará livre de resíduos, o próximo ciclo do plantio de eucalipto pode ser acelerado.”


O projeto contará com recursos de R$ 610 mil da Fundect e será desenvolvido ao longo de dois anos.

111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo