• Show Florestal

Investimentos para o setor florestal continuam


Ampliações e novas unidades para a produção de celulose e papel continuam sendo anunciadas no Brasil. O estado de Mato Grosso do Sul, especialmente, é o que mais deve receber investimentos nos próximos anos.


Nos últimos dias a Suzano anunciou um aporte bilionário para construção de uma nova fábrica em Ribas do Rio Pardo. O projeto está entre os maiores empreendimentos em curso no Brasil e quando finalizado será a maior linha única de produção de celulose do mundo. A nova fábrica terá capacidade para produzir 2,3 milhões de toneladas de celulose de eucalipto por ano. A previsão é que a unidade comece a operar em até o final do primeiro trimestre de 2024. O projeto prevê o investimento industrial de R$ 14,7 bilhões.


A iniciativa foi batizada de “Projeto Cerrado”, em referência à sua localização geográfica em Mato Grosso do Sul, e amplia em aproximadamente 20% a atual capacidade de produção de celulose da Suzano, que é de 10,9 milhões de toneladas.


A planta terá capacidade para exportar aproximadamente 180 megawatts médios ao sistema elétrico nacional. A nova unidade caminha para ser a primeira fábrica do setor de papel e celulose no Brasil considerada livre de combustível fóssil, um novo marco da Suzano em ecoeficiência.

124 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo