• Show Florestal

Ribas do Rio Pardo deve triplicar a arrecadação com a chegada da Suzano

Atualizado: Set 21



As obras da nova unidade da Suzano no município de Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul, ainda estão em fase de terraplanagem. Porém, o investimento previsto da ordem de R$ 14,7 bilhões para a nova fábrica de celulose já demonstra toda a grandiosidade do que será o empreendimento.


Em entrevista ao portal Campo Grande News, o prefeito de Ribas do Rio Parto, João Alfredo Danieze, contou que está tendo que administrar um ótimo problema: o excesso de arrecadação. Para 2021 o município, que tem pouco mais de 25 mil habitantes, aprovou orçamento de R$ 129 milhões, mas o caixa da prefeitura não para de crescer. Segundo o prefeito, um pedido foi enviado a câmara de vereadores para suplementação orçamentária por excesso de arrecadação da ordem de R$ 27 milhões. “Teremos, aproximadamente, entre setembro e dezembro, algo em torno de mais R$ 15 milhões de excesso de arrecadação. Vamos fazer outra suplementação orçamentária”, explica ele.


De acordo com a reportagem, o excesso de arrecadação é atribuído em parte ao ISS (Imposto Sobre Serviços) gerado pelas empresas terceirizadas que prestam serviço para a Suzano, ao ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), e à receita de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), gerada com a demanda por alimentação e vestuário e outros.


A 103 km da capital Campo Grande, Ribas do Rio Pardo deve triplicar o orçamento e projeta oito mil novos moradores até 2027 como reflexo da nova fábrica de celulose.


Foto: Prefeitura de Ribas do Rio Pardo.

207 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo